fbpx

.NET

Cloud Native e Cloud Agnostic

para rodar .NET em qualquer Cloud
ou sem Cloud sempre de forma profissional!

Conteúdo

Últimos posts

OCR Minimal API | .NET 8

OCR Minimal API | .NET 8

Já pensou subir um serviço, com um simples docker run e ter um OCR ilimitado disponível para seu sistema? Você pode usar, comercializar, e fazer absolutamente qualquer coisa com o OCR. Você pode usar para leitura de documentos, validação de prints, e muito mais. Pois bem, hoje falarei sobre um...

ler mais
Comece sempre com 2 instâncias

Comece sempre com 2 instâncias

Subir uma única instância de qualquer componente, seja uma API, um Worker ou um Job, pode parecer suficiente em fases iniciais. No entanto, a verdadeira eficiência e capacidade de resposta de uma aplicação só são testadas quando operam em múltiplas instâncias. Iniciar com duas ou mais instâncias...

ler mais
Dev ou Ops, de quem é a responsabilidade?

Dev ou Ops, de quem é a responsabilidade?

Muitas e muitas vezes me envolvi em discussões sobre responsabilidades sobre serviços de suporte e tudo que está ao redor das nossas aplicações, como Proxy Reverso, API Gateway, Cache Server, Mensageria, Vault, Plataforma e por aí vai. Afinal, quem é o Owner dessas tecnologias e ferramentas? Será...

ler mais
Quais dados, logs estruturados precisam ter?

Quais dados, logs estruturados precisam ter?

Eu estava escrevendo sobre logs estruturados, em especial sobre o Enterprise Application Log, e resolvi quebrar meus argumentos em frações menores para poder isolar as ideias. Aqui hoje quero falar sobre o que um bom log deve ter. Nos primeiros anos de 2010, a evolução na gestão de logs começou a...

ler mais
Como descrever um roadmap de arquitetura de forma clara

Como descrever um roadmap de arquitetura de forma clara

Em um mundo cada vez mais voltado para a tecnologia, a arquitetura de soluções desempenha um papel crucial na orientação de como as organizações desenvolvem e implementam suas estratégias digitais. No entanto, a maneira como apresentamos e comunicamos essas arquiteturas pode muitas vezes ser um...

ler mais
GPT para Desenvolvedores .NET

GPT para Desenvolvedores .NET

Nos últimos meses venho experimentando o ChatGPT e a API dos modelos GPT 3.5-turbo e GPT 4.0. Como sempre esse assunto foi compartilhado na mentoria, e naturalmente consigo encontrar dúvidas que não me pareciam óbvias. Esse é um guia que pode te ajudar a pensar nas possibilidades e também permite...

ler mais

Projetos Open Source

projetos ativos e projetos antigos disponíveis para estudo

Nenhum resultado encontrado

A página que você solicitou não foi encontrada. Tente refinar sua pesquisa, ou use a navegação acima para localizar a postagem.

Entender | Analisar | Projetar | Desenvolver | Implantar | Manter

A segurança que você busca não está em um tutorial

Para entender uma tecnologia é importante entender o que influenciou sua criação, o que ela faz de fato, como ela faz. Para que então se sinta seguro e confiante a respeito das decisões que está prestes a tomar.

De um lado precisamos compreender o que está sendo feito por baixo dos panos para descobrir como extrair o máximo de uma tecnologia ou, ao menos, não atrapalhar o bom funcionamento dela.

O Cloud Native .NET é uma jornada de descoberta sobre tecnologias e patterns que fazem parte da maioria dos softwares que usamos, que somos usuários e que suportam e toleram altas cargas de trabalho, de forma eficaz, eficiente e sustentável.

 

É primeiro entendendo o que eles fazem, que podemos descobrir oportunidades e evoluir no que fazemos…

 

 

Conheça nosso Podcast

DevShow Podcast

Em 2019 resolvemos criar um podcast, o DevShow Podcast, desde lá são mais de 40 episódios com muito assunto legal, sempre com essa pegada pessoal, falando coisas sérias, mas sem o menor compromisso com a formalidade.

Saiba mais...

.NET

Comece sempre com 2 instâncias

Comece sempre com 2 instâncias

Subir uma única instância de qualquer componente, seja uma API, um Worker ou um Job, pode parecer suficiente em fases iniciais. No entanto, a verdadeira eficiência e capacidade de resposta de uma aplicação só são testadas quando operam em múltiplas instâncias. Iniciar com duas ou mais instâncias desde o começo do projeto não é apenas uma medida de precaução, mas uma estratégia proativa para garantir paz de espírito e salvar noites de sono.

ler mais…
Keyed DI services e Como o uso de tipos como identidade penaliza o design

Keyed DI services e Como o uso de tipos como identidade penaliza o design

Nos últimos anos vimos muitas implementações que usam Tipos (classes ou interfaces) como discriminador único em diversos contextos.

Essa é uma decisão prejudicial que torna o design mais burocrático, eleva a complexidade desnecessariamente. Como veremos nesse post o resultado é que temos um código mais caro e mais pobre.

Esse fenômeno afeta o mecanismo de injeção de dependência do ASP.NET, MediatR, Masstransit e outras várias implementações da Microsoft ou da comunidade.

Há exemplos dessa natureza por todo lado.

Hoje é dia de explicar porque tipos, sozinhos, são incompletos e porque estamos reaproveitando cada vez menos nosso código.

ler mais…
GPT para Desenvolvedores .NET

GPT para Desenvolvedores .NET

Nos últimos meses venho experimentando o ChatGPT e a API dos modelos GPT 3.5-turbo e GPT 4.0.

Como sempre esse assunto foi compartilhado na mentoria, e naturalmente consigo encontrar dúvidas que não me pareciam óbvias.

Esse é um guia que pode te ajudar a pensar nas possibilidades e também permite que você dê seus primeiros passos.

ler mais…

Arquitetura

Filas exclusivas e autodelete

Filas exclusivas e autodelete

Nem sempre as demandas exigem filas que durem aos restarts da sua aplicação. Há casos de uso significativos em que você quer que a fila nasça com a instância da sua aplicação e morra junto com ela.

Embora seja um conceito trivial, em mais de 10 anos usando RabbitMQ, essa foi a primeira vez que tive de fato essa a necessidade de adotar essa abordagem.

ler mais…
10 anos com RabbitMQ — O que aprendi sobre – parte 1

10 anos com RabbitMQ — O que aprendi sobre – parte 1

Uma das ferramentas que mudou minha carreira foi sem dúvidas o RabbitMQ.

RabbitMQ, embora tenha Coelho no nome, se comporta mais como um cavalo selvagem e arisco.

Mensageria, Aplicações assíncronas e Aplicações distribuídas são mais complexas, mas dão um poder que poucos no mercado conseguem compreender, e hoje quero trazer um pouco dessa experiência acumulada ao longo de uma década usando RabbitMQ em produção em projetos de todos os tamanhos.

Hoje é dia de falarmos de RabbitMQ.

ler mais…
Entendendo o poder do WASM + WASI

Entendendo o poder do WASM + WASI

Quando se fala em WebAssembly no universo .NET, é comum pensar imediatamente no Blazor, não é mesmo?

No entanto, para mim, a imagem que surge é a revolução que o WebAssembly no backend pode desencadear. Imagina mudar completamente a maneira como construímos, encapsulamos, hospedamos e gerenciamos sistemas, criando uma interoperabilidade inédita.

Não me refiro ao WebAssembly em navegadores. Estou falando sobre o WebAssembly no SERVIDOR, muito além dos limites dos browsers!

E o que estou prestes a revelar não tem qualquer relação com o Blazor!

Estamos falando de algo tão surpreendente quanto poderoso!

Sei que muitos ainda estão fascinados com o Blazor e com o WebAssembly no browser.

ler mais…
Do Microsserviço para o Monolito — Amazon Prime Video

Do Microsserviço para o Monolito — Amazon Prime Video

Hoje pela manhã me deparei com uma postagem que me chamou a atenção. Uma compartilhamento de um post que trazia um comentário sobre a Amazon Prime Video, contanto como eles estavam voltando de Microsserviços /Serverless para um Monolito.

Como se não bastasse, fui conferir o post e a headline diz:

Ampliação do serviço de monitoramento de áudio/vídeo Prime Video e redução de custos em 90%

A mudança de uma arquitetura de microsserviços distribuídos para um aplicativo monolítico ajudou a obter maior escala, resiliência e reduzir custos.

Hoje esse será o tema do nosso papo aqui.

ler mais…

Containers

RabbitMQ Operators | RabbitMQ Messaging Topology Operator for Kubernetes – Tutorial PT-BR

RabbitMQ Operators | RabbitMQ Messaging Topology Operator for Kubernetes – Tutorial PT-BR

No último post sobre Operators, eu falei sobre o RabbitMQ Cluster Operator for Kubernetes, o papel dele é construir um cluster. Uma vez que o cluster está ativo e em operação, é hora de começar a usar esse cluster. Virtual Host, Exchanges, Filas e Binds, afinal quem e quando eu deveria criar esses recursos?

Eles devem ser criados previamente durante a construção do cluster?

Ou durante o deployment da aplicação?

Ou especificamente pela aplicação?

ler mais…
Perdemos 17 anos por não entender redes Docker

Perdemos 17 anos por não entender redes Docker

Somos 6390 pessoas no grupo de Docker do telegram. Se cada um de nós perdeu ao menos 1 dia tentando fazer 2 contêineres conversarem então juntos perdemos mais de 17 anos!

Esse é um guia prático de redes docker que ajudará a entender esse universo.

A missão desse post é trazer os principais conceitos para evitar sofrimento. São conceitos ridiculamente simples, mas que vão poupar horas, dias ou até semanas de cada indivíduo que ler esse post.

Como sei isso?

Bom, eu ajudo a comunidade docker desde 2016, todo dia, várias vezes por dia.

ler mais…
RabbitMQ Operators | Entendendo Kubernetes Operators

RabbitMQ Operators | Entendendo Kubernetes Operators

Embora não seja comum ver conteúdo sobre o assunto, Operators está no coração do Kubernetes e esse definitivamente é um dos temas mais legais na minha opinião no que diz respeito ao projeto.

Nessa série composta por 3 posts, vamos abordar step-by-step os 2 operators do RabbitMQ, mas hoje vamos primeiro elucidar o que são Operators e CRD’s.

ler mais…

Mensageria

RabbitMQ Clustering #4 | Como as mensagens são persistidas

RabbitMQ Clustering #4 | Como as mensagens são persistidas

RabbitMQ é um excelente aliado na hora de entregar alta disponibilidade, resiliência, confiabilidade, eficiência e escalabilidade. Mas não basta subir uma instância, e sair usando de qualquer forma.

Um dos cenários mais comuns que já esbarrei em consultorias ou na comunidade, é a falta de atenção por total ignorância, produzindo como efeito, risco.

Na ansia de pegar um exemplo e tentar rodar com base no exemplo, ignoram-se os fundamentos, ignoram-se as boas prática e o entendimento de como RabbitMQ funciona e como consequência, o que está sendo implantado vai falhar, vai perder mensagens.

ler mais…

Conteúdo e Posicionamento

.NET + Cloud Native + Cloud Agnostic

.NET | DevOps | Microservices | Containers | Continuous Delivery

.NET muito além do .NET

O mínimo de infra que todo dev e/ou arquiteto deveria saber

Aplicações distribuídas e comunicação entre serviços (RabbitMQ / gRPC)

Containers, Docker e Kubernetes

+

RabbitMQ e Mensageria e comunicação assíncrona entre aplicações e serviços

Arquitetura de Software e Arquitetura de Solução com foco no melhor aproveitamento em projetos .NET

Nossos números

Desde 2002 trabalhando com desenvolvimento de software

Desde 2002 ajudando outros devs

Desde 2010 trabalhando exclusivamente como arquiteto

Contas atingidas no telegram/facebook

Alunos

Microsoft MVP

2018-2020

2020-2021

2021-2022

2022-2023

2023-2024

A produção de conteúdo é uma tarefa que demanda tempo e ao mesmo tempo o algoritmo de timeline das redes sociais faz com que nosso conteúdo desapareça.

Menos de 10% dos de vocês recebem meu conteúdo.

A newsletter é um meio de furar esse bloqueio e fazer o conteúdo chegar na sua caixa de entrada. Ao mesmo tempo que tento cada vez mais evitar poluir as comunidades com chamadas para eventos e lives.

Ainda não consegui parar, mas em breve acontecerá!

Por isso inscreva-se, é a forma mais eficiente de receber meu conteúdo.

E se o material te ajudar, convide seus amigos.

Conteúdo Gratuito

Tudo que está aqui no gaGO.io é conteúdo gratuito, feito para ajudar desenvolvedores dos mais variados níveis.

Cursos

Tenho também alguns programas de acompanhamento. Esses programas tem a função de ajudar desenvolvedores em áreas específicas ou de forma mais abrangente na jornada do arquiteto.