2017 foi um ano fantástico, e 2018 será melhor! Vivemos em uma transformação constante do mercado, que ao mesmo tempo aprende, testa, erra e acerta muito. Nunca produzimos tanto e nunca fomos tão cobrados por estar a par das transformações e revoluções do nosso mercado. Hoje para virarmos dinossauros não é exigido muito esforço, basta um pouco de preguiça.

Aqui vou colocando no “papel” pensamentos e ideias sobre iniciativas que acredito que ganharão força em 2018. A intenção é formular não apenas meu roteiro de estudo, mas trazer para pauta o que eu acho que vai bombar ou ganhar força nesse ano. Vou errar aqui ou acolá?: Claro! Algumas coisas das quais vou citar aqui irão se transformar ao longo do ano?: Óbvio! Outras só ganharão expressividade em 2019?: Também.

Afinal, como estou falando de apostas e predições, não tenho nenhum compromisso com a assertividade, embora almeje acertar tudo, essas são meras apostas sobre tecnologias, frameworks, soluções e ferramentas que possivelmente falaremos mais uso a partir de então!

Minhas apostas para 2018

Docker

Não poderia deixar de ser o primeiro da lista. Docker já é realidade e já li um relato, ainda sem confirmação, de que já está sendo pedido em pelo menos um concurso público. Docker já é realidade, e ganhará ainda mais força. Acredito muito nas ferramentas que operam sobre o Docker, como Kubernetes, Portainer, Rancher, Rancher por sua vez está com a versão 2 no forno, mas há vários outros. O mercado já entendeu a relevância do Docker e é nítida a movimentação nas empresas para distribuir soluções também como imagens e stacks docker! Docker vem se consolidando com um padrão de distribuição de aplicações e serviços. Esse movimento só tende a crescer. Independente da área de atuação ou da sua estratégia de deploy em produção, é muito provável que você tenha seu primeiro contato com algum produto ou tecnologia, através de um container Docker, mesmo que sua decisão em relação ao deploy em produção seja outro. Docker foi o buzzword do ano em 2017 e em 2018 tende a abraçar os céticos. Não é a toa que a Microsoft está empenhando-se tanto, não só no suporte, mas também no desenvolvimento de soluções, parcerias, integrações e disponibilização de produtos e serviços com suporte a contêineres. Já vemos integrações nas principais IDE’s, em todos os sistemas operacionais relevantes, inclusive no Raspberry PI.

Orquestração de Contêineres e Kubernetes

Vamos falar mais e mais em orquestração de contêineres, e Kubernetes vêm se posicionando como padrão na categoria. Essa movimentação pôde ser acompanhada desde o final de 2016 e tende a se consolidar em 2018. Por outro lado, sua adoção de fato será mais acessível na medida que começarem a liberá-lo junto com o Docker for Windows. Veremos assim que possível, suporte no Visual Studio, e provavelmente antes disso, no VSCode. Novas estratégias de deploy para single nodes, como a proposta no minikube serão criadas, aumentando o alcance do K8S, que agora pode atingir os mesmos cenários de deploy que o Docker Swarm.

gRPC

Para quem nunca ouviu falar gRPC “gRPC is a modern open source high performance RPC framework that can run in any environment. It can efficiently connect services in and across data centers with pluggable support for load balancing, tracing, health checking and authentication. It is also applicable in last mile of distributed computing to connect devices, mobile applications and browsers to backend services.”. É um framework RPC, que estende o ProtoBuf e começa a pintar no mercado como uma excelente alternativa ao REST+JSON. Já pode ser visto na v2 da API (Beta) do DialogFlow, antigo API.AI, do Google. É muito provável que vejamos gRPC em diversas API’s em 2018.

CNCF – Cloud Native Computing Foundation

Kubernetes e gRPC são projetos da CNCF, junto com mais uma dezena de outros projetos. Alguns já estão presentes no nosso dia-a-dia e sequer tomamos conhecimento, como no caso do Notary, utilizado pelo Docker. Ao mesmo passo, FluentD, Prometheus, RKT, são projetos que provavelmente você já ouviu falar. Assim, vejo muito potencial nos projetos da fundação. Acredito que praticamente todos os projetos da CNCF convergirão como infraestrutura padrão para a construção de ambientes de MicroServiços, com ou sem containers. Acredito que em algum momento será difícil não convergir para utilização desses projetos. Alguns dos projetos, não listados acima, que me chamam a atenção são: Envoy, CoreDNS, Linkerd e CNI.

PWA

Já foi tema aqui do blog, nesse mês foi tema também de podcast do pessoal da Lambda3, hangout com o Balta. Enfim, é um assunto relevantíssimo. Se você não sabe nada sobre Progressive Web Apps (PWA), você precisa correr agora para se informar. Embora eu não goste de analogias, PWA vs Mobile Apps é como comparar um cartão de visitas e um folder/encarte. Ambos são feitos para te gerar mais negócios, mas ninguém anda com folders de fornecedores por aí, a não ser que seja extremamente relevante. Na prática, estamos falando de um conjunto de padrões que, se aplicados, permitem facilmente usar aplicações web (especialmente construída sob esses padrões) para substituir aplicativos nativos, oferecendo a mesma experiência e fluidez de um aplicativo nativo, a partir de uma aplicação web. Mas acalme-se, há várias considerações sobre essas afirmações. Vale a pena a leitura antes.

Serverless e API Managers

Essa dobradinha não sai da minha cabeça como algo que tende bombar em 2018 ou 2019. Marketplaces de API’s, onde o que você publicará uma mera serverless function. Essa função poderá auxiliar um Chatbot, uma aplicação, um serviço, ser uma integração com um site de terceiros, até algo que entregue um endereço de outro serviço, ou encapsule um serviço cognitivo, com no caso de uma análise de uma imagem para identificação de um documento. Acredito que com API Managers, e nesse caso estou pensando muito nas features do WSO2 API Manager, por conta do marketplace, assinaturas e planos de serviço disponíveis no produto, que por sua vez é Open Source.

Independente da estratégia, ou do modelo de negócio, juntar esses 2 elementos é algo que me chama muito a atenção e pretendo falar nisso ainda nos próximos meses.

Identity Servers Alternativos

É comum e chega a ser irritante ver recorrentemente o identityserver.io com o status de único Identity Server para .NET. Os donos do projeto não buscaram esse título, no entanto a comunidade, pelo menos as comunidades que participo não cogitam outra coisa. Essa aqui não é muito uma aposta, mas uma torcida para que outras soluções sejam colocadas em pauta na hora de escolher. Dicas: Keycloak, WSO2 IS, Auth0. Vamos deixar a birra de lado e vamos usar mais projetos open source/free e que o fato de ser construído em outra tecnologia não seja algo limitante. Já usamos Redis, MongoDB, RabbitMQ, ElasticSearch em nossos stacks e nenhum deles foi desenvolvido sob o .NET.

Consolidação e Unificação de Logs

Com o aumento na adoção de MicroServices, garantir rastreabilidade no ciclo de vida de uma transação é um desafio que demanda design. MicroServices traz consigo inúmeros ganhos, no entanto também novas responsabilidades. O troubleshooting é mais complexo e por isso precisamos cada vez mais nos cercar de soluções que nos auxiliem na identificação de problemas e comportamentos indevidos. Consolidar logs, permitindo a visão consolidada de todo um ciclo de vida de uma transação que ocorreu com a cooperação de diversos serviços é uma tarefa cada vez mais pertinente. Quando, em 2016 fiz o post sobre Enterprise Logging, imaginava que fosse um problema latente naquela época. Não era, mas dada a quantidade de views e o crescimento no final de 2017, me sugere que definitivamente chegou a hora de abraçarmos essa questão.

Conclusão

Não há uma conclusão sobre o assunto, apenas expectativas, anseios, e achismos. Essas são minhas apostas e a princípio todos esses elementos farão parte de meus estudos.

 

Atualizações

30/01/2018 – DOCKER FOR WINDOWS DESKTOP… NOW WITH KUBERNETES!

“Today we are excited to announce the beta for Docker for Windows Desktop with integrated Kubernetes is now available in the edge channel! This release includes Kubernetes 1.8, just like the Docker for Mac and Docker Enterprise Edition and will allow you to develop Linux containers.”

Docker for Windows Desktop… Now With Kubernetes!

 

 

 




Mautic Tags

Gostou, quer saber mais sobre isso? Deixe sua opinião, dúvida ou simplesmente comente!