Troubleshooting Comentado – Docker – ASP.NET Core – NGINX

Troubleshooting Comentado – Docker – ASP.NET Core – NGINX

Já faz muito tempo que eu queria fazer esse formato. Documentar uma ação qualquer de troubleshooting na comunidade para poder transformar em conteúdo, fazendo pausas didáticas e interrupções para poder contextualizar no formato de quebra da 4ª parede.

O Felipe Bossolani, que também é moderador de alguns grupos nossos no telegram, estava estudando NGINX, postou uma dúvida e putz eureka! Pedi para transformar isso em conteúdo e pronto!

O video segue o modelo de um toubleshooting com intervenções onde eu paro para detalhar o porque de cada coisa.

Espero que goste do formato!

Dev Desktop – Fresh Setup – Windows Features & Tools

Dev Desktop – Fresh Setup – Windows Features & Tools

As vezes me peguntam sobre meu setup. Bom, nessa última semana por conta das ferramentas de produção e gravação de vídeos acabei por optar por formatar meu desktop principal. Para quem, como eu, instala e testa muita coisa, realizar um fresh install e configurar o ambiente do zero é uma tarefa que eu fazia 2 vezes por ano. Até um comprar uma máquina que tolerasse isso. Fato que já são mais de 3 anos com meu windows, e agora é hora de recomeçar.

(mais…)
Global DevOps Bootcamp @ Le Wagon & Coders In Rio

Global DevOps Bootcamp @ Le Wagon & Coders In Rio

Vai rolar amanhã o Global DevOps Bootcamp na Le Wagon – Sábado, 15 de Junho 2019 – 10 às 17h

REGISTRATION PAGE!!

PESSOAL FAÇAM O REGISTRO NO EVENTBRITE DO EVENTO

https://www.eventbrite.com/e/global-devops-bootcamp-le-wagon-coders-in-rio-tickets-61031261145

AGENDA DO EVENTO

09:00 – ABERTURA DO EVENTO – KEYNOTE RUN IT!!
10:00 – GESTÃO ÁGIL COM AZURE DEVOPS – RAFAEL CRUZ
11:00 – EMPOWERED DEVELOPMENT WITH DOCKER – LUIZ FARIA
12:00 – ALMOÇO
13:00 – KEYNOTE COM A REDBUG E SORTEIO
13:30 – DEVOPS COM XAMARIN PLUS IN APP – RODRIGO AMARO
14:30 – DESIRED STATE CONFIGURATION PARA AZURE – CARLOS LAUFF
15:30 – FECHAMENTO

Global DevOps Bootcamp is a global event that will be held on Saturday June 15th and is all about DevOps on the Microsoft Stack. Centrally organized by Xpirit and Solidify and offered to you by this local partner. During this 1-day event we will join (Microsoft) DevOps communities all around the world to talk, learn and play with DevOps concepts.

Goals of the Global DevOps Bootcamp:

DevOps in general
Insights into where we are heading when it comes to DevOps and new technologies
Get people’s hands dirty and let them play with all the good Microsoft DevOps stuff

This year’s theme will be ‘You build it, you run away it!’. We will kick off with an introduction of a well-known authority in the DevOps space, followed by a keynote from the local partner about where we are heading with DevOps.

This time the event is all about the ‘run’ part of DevOps. It will help you understand the latest DevOps trends and insights in modern technologies. You will learn about the concept of Detect, Respond, Recover. By means of production like scenarios and disruptions you will learn to overcome several challenges and experience how to not only build a solution but also run it as a true DevOps team would. It is an amazing combination between getting your hands dirty and sharing experience and knowledge around Azure and DevOps practices with other community members.

Of course you will not be on your own. During the day you will be supported and guided by local experts who are active in the Microsoft Community.

REGISTRATION PAGE!!

PESSOAL FAÇAM O REGISTRO NO EVENT BRITE DO EVENTO

https://www.eventbrite.com/e/global-devops-bootcamp-le-wagon-coders-in-rio-tickets-61031261145

Diário de Bordo – Poltys – #2

Diário de Bordo – Poltys – #2

Esse é um post complementar que endereça algumas dúvidas da galera que viu esse post e me chamaram para tirar suas dúvidas.

Desde já vou chamar esse Controller/Scheduler/Manager de CSM, isso porque até então todos esses nomes são compatíveis com seus comportamentos (scheduler talvez não). Mas ficará como CSM até poder batizá-lo de forma decente.

Um dos mantras que ajuda no design que gosto de usar é:

Dessa forma, quando estava escrevendo sobre a possibilidade de ter um CSM orquestrando a criação de Workers com Docker standalone, Clusters Swarm ou Kubernetes, pensei:

E seu eu abstraísse a forma como crio Containers?

E seu eu abstraísse a forma como o CSM cria os Workers (que são containers)?

Bastaria definir uma interface, bem consistente e pronto, teria um ponto de indireção e abstração.

E seguindo esse mantra, começaria com a implementação mais básica (Docker) e construiria as demais na medida que fosse necessário.

A diferença entre esse desenho e um desenho que BDUFasse menos, é que em vez de fazer algo mais acoplado, eu desacoplo para ter extensibilidade. Como trabalho muito bem com Injeção de Dependência e Inversão de Controle, principalmente pelo apoio do Oragon.Spring, tudo fica mais fácil. Lidar com configurações específicas para cada caso é trivial, o que precisa ser pré-desenhado é o fluxo e a iteração entre a abstração e seus consumidores.

Pronto, mais um insight para o projeto. Não só eleva sua capacidade de lidar com diversas estratégias de deploy, como possui um pequeno custo.

Isso só é possível pois no desenho eu defini que precisava de um CSM, e na medida que passa esse elemento vai se confirmando como fundamental no desenho de arquitetura. Claro que o primeiro pensamento surge da necessidade de ter uma aplicação central, que é a API de gestão, mas principalmente da impossibilidade de gerenciar hosts remotos, então como a API precisa estar disponível e pública, é muito mais eficiente fazer com que o CSM se registre como um CSM do que a API criando workers dinamicamente, em um cluster remoto.

Então vou ficando por aqui! Até a próxima novidade