The Microservices Journey – S1E2

The Microservices Journey – S1E2

No post passado eu citei alguns elementos que precisam ser levados em conta, e não detalhei muita coisa. Só narrei causa e efeito. Hoje eu vou listar o material que já produzi que tem alguma ligação com o tema. Direta ou indiretamente, são elementos que vão ajudar a esclarecer como essa jornada, e mostrar como tudo começou para mim. Eu me proponho a elucidar alguns pontos que vão ajudar a esclarecer e te ajudar a construir soluções melhores.

(mais…)
Oragon.Spring no ASP.NET Core – Get Started Tutorial (PT-BR)

Oragon.Spring no ASP.NET Core – Get Started Tutorial (PT-BR)

Quem trabalhou de perto nos meus projetos sabe que tenho uma opinião bem radical a respeito da maioria dos frameworks de injeção de dependência. Aliás, compartilhando contigo minha opinião: Eles fazem injeção de dependência, mas pouco sobre IoC, e podem, diversas vezes ser encarados meramente como Service Locators, o que na minha opinião deixa pobre qualquer implementação que queira se fundamentar em IoC e DI.

(mais…)

Modelagem de software como Pequenas peças de lego

Modelagem de software como Pequenas peças de lego

Talvez você não concorde com essa visão, já vi isso acontecer antes. Mas algo que você nunca poderá negar é a experiência alheia. E nesse caso a minha experiência década-após-década com esse tipo de abordagem vem mostrando resultados fantásticos. SOLID não é só um conjunto de regras aleatórias de qualidade, elas proporcionam real reaproveitamento, e faz parte da modelagem isolar as partes do software em elementos de forma a parecerem pequenas peças de lego, que juntas compõem coisas incríveis, mas facilmente podem ser aplicadas a outros contextos AS-IS, sem mudança alguma. Estou falando de abstrações, configurações e estratégias de modelagem que favorecem o reaproveitamento.

(mais…)

Spring.NET o Renascimento

Spring.NET o Renascimento

Quem me acompanha, principalmente já viu ou participou de alguma solução minha na última década, sabe que o Spring.NET é meu fiel escudeiro. Há motivos de sobra para não me desapegar do projeto, no entanto recorrentemente testo novas alternativas. Entretanto, mais de uma década após os primeiros flertes, ainda é meu container favorito, e por isso merece uma menção honrosa não só no blog, mas na minha carreira como um todo. Muito do que fiz com .NET nos últimos anos não seria economicamente viável sem ele.

(mais…)