Azure Functions + Containers (Parte 2/2)

Azure Functions + Containers (Parte 2/2)

No post passado o foco estava nos Agnostic Services e no uso de containers. Agora é hora de olharmos outra questão mais braçal. Rodar Azure Functions 3 com Containers, uma tarefa que deveria ser trivial, mas não é.

Nossa jornada começa com o tutorial Criar uma função no Linux usando um contêiner personalizado, onde no step “Configurar o ambiente local” temos o passo de instalação do “O Azure Functions Core Tools versão 2.7.1846 ou uma versão 2.x posterior.”, que nos redireciona para o post “Trabalhar com o Azure Functions Core Tools“.

Esse step nos dá 2 opções, Azure Functions 2 ou 3. Para instalar a versão 3, local, precisamos executar:

npm install -g azure-functions-core-tools@3

A instalação ocorre perfeitamente.

Mas… ao executar o passo para a criação do projeto, que encontramos no link Criar uma função no Linux usando um contêiner personalizado (primeiro da lista acima)

func init LocalFunctionsProject --worker-runtime dotnet --docker

Somos surpreendidos com um erro.

$ func init LocalFunctionsProject --worker-runtime dotnet --docker
events.js:292
      throw er; // Unhandled 'error' event
      ^

Error: spawn C:\Users\luizc\AppData\Roaming\npm\node_modules\azure-functions-core-tools\bin/func ENOENT
    at Process.ChildProcess._handle.onexit (internal/child_process.js:268:19)
    at onErrorNT (internal/child_process.js:468:16)
    at processTicksAndRejections (internal/process/task_queues.js:84:21)
Emitted 'error' event on ChildProcess instance at:
    at Process.ChildProcess._handle.onexit (internal/child_process.js:274:12)
    at onErrorNT (internal/child_process.js:468:16)
    at processTicksAndRejections (internal/process/task_queues.js:84:21) {
  errno: -4058,
  code: 'ENOENT',
  syscall: 'spawn C:\\Users\\luizc\\AppData\\Roaming\\npm\\node_modules\\azure-functions-core-tools\\bin/func',
  path: 'C:\\Users\\luizc\\AppData\\Roaming\\npm\\node_modules\\azure-functions-core-tools\\bin/func',
  spawnargs: [
    'init',
    'LocalFunctionsProject',
    '--worker-runtime',
    'dotnet',
    '--docker'
  ]
}

A solução, está nesse comentário do GitHub.

  1. Go to the installed location.C:\Users\[USERNAME]\AppData\Roaming\npm\node_modules\azure-functions-core-tools in the example above.
  2. Run npm install unzipper@0.10.7
  3. Run npm .\lib\install.js node .\lib\install.js from that directory

Autor: Ankit Kumar

Uma vez executado o procedimento, deixamos de ter um problema na criação do projeto.

$ func init LocalFunctionsProject --worker-runtime dotnet --docker

Writing C:\_dev\docker-definitivo\AzFunc\LocalFunctionsProject\.vscode\extensions.json
Writing Dockerfile
Writing .dockerignore

Daqui pra frente é só seguir o tutorial, instalando o plugin do Visual Studio Code (ms-azuretools.vscode-azurefunctions)

E seguir com debug e teste local.

Aliás, você deu uma olhadinha no Dockerfile?

É peculiar, mas vou deixar para você dar uma olhada e comentar nesse post.

Quer saber mais sobre Azure Functions?

Te indico o material do Renato Groffe no Medium.

Se precisa de um treinamento sobre Serverless + Azure Functions, o Renato, o Milton e o Ericson encabeçam o Azure na Prática que pode te ajudar nessa direção.

Aliás, um passarinho me contou que vai rolar o Azure na Prática #13 – Serverless + Azure Functions #03, e está em pré-venda. Vale lembrar que em pré-venda, são R$ 400 reais de desconto.

Azure na Prática – Serverless + Azure Functions

Vai rolar no dia 29/08/2020 (sábado), com foco em Serverless + Azure Functions e englobando o uso de tecnologias como:
Azure Logic Apps, RabbitMQ, Apache Kafka, SQL Server, MongoDB, Redis, Application Insights, Azure Cosmos DB e GitHub Actions.

Acesse então o link a seguir para efetuar sua inscrição com o desconto especial de pré-venda (apenas R$ 200,00).
Sim, é isso mesmo! De R$ 600 por R$ 200!!!!

Quer saber mais sobre Docker & .NET + Open Source?

No mais, se quiser saber mais sobre Docker e .NET, principalmente Open Source e .NET vem comigo que também tenho muita coisa legal!

Do WCF para ASP.NET Core Web API com Docker no Linux 2/2

Do WCF para ASP.NET Core Web API com Docker no Linux 2/2

Agora é hora de mostrar como podemos tirar proveito dos contratos (interfaces) existentes para promover essa migração. Esse é o momento em que a “SOPA de LETRINHAS” ou melhor, os design patterns fazem sentido. Graças a eles, essa migração que poderia ser dolorosa e desastrosa, se torna algo fácil. Não é simples, mas exige pouco esforço. Esses patterns permitirão que o cliente tenha APENAS A FACTORY alterada nessa transição.

(mais…)